Artigo

“Aby Warburg e o diálogo entre estética, biologia e fisiologia”, de Vittorio Gallese: tradução e introdução

Thays Tonin

Resumo: 

O objetivo deste artigo, como expresso em seu título, é discutir a tradução de “Aby Warburg e Il dialogo tra estetica, biologia e fisiologia” (2012), de Vittorio Gallese. A tradução é precedida por uma introdução ao texto, que evidencia a conexão entre o historiador da arte alemão Aby Warburg (1866-1929) e a recepção do seu pensamento na Itália desde o início do século XX até a perspectiva atual do neurocientista italiano Vittorio Gallese. O autor faz parte do grupo de pesquisadores que, na década de 1990, estava envolvido na descoberta do “neurônio-espelho”, que acabou por aproximar os interesses dessa área aos estudos estético-artísticos, como defenderá Gallese, tendo em vista a problemática comum das sobrevivências das expressões e memórias individual e coletiva - das imagens e dos gestos –, questão que está em consonância, também, com o projeto warburguiano. Para tanto, Gallese apresenta seu conceito de “simulação encarnada” como um novo modelo de percepção das imagens, que coincide com a noção de “empatia” em Warburg, mas não se esgota nela.

Edição:

v. 1, n. 2. 2017

Dossiê: Temporalidades e Política

Palavras-chave: 

Empatia – Aby Warburg – Simulação Encarnada.

licence.png

Esta revista está licenciada com uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 International.

  • Facebook

Indexadores, Diretórios e Portais

Latindex
Sumários
Google Academico1.png
diadorim1.png