Artigo

Saúde e alimentação na Coroa de Aragão: a medicina de Arnaldo de Vilanova (1238-1311)

Renato Toledo Silva Amatuzzi

Resumo: 

Na Baixa Idade Média ibérica surgiu uma estreita relação entre a medicina e o poder curativo dos alimentos, a chamada dietética. Essas teorias ganharam impulso em grandes centros universitários da época, como Montpellier e Salerno. Na Coroa de Aragão, houve, além da recepção teórica dessas ideias, a circulação e aceitação dessas teorias como forma de tratamento contra enfermidades. A alimentação foi fator essencial na cura do rei Jaime II, o Justo (1267-1327), cujo físico pessoal, Arnaldo de Vilanova (1238-1311) prescreveu uma dieta para o rei onde pontuava o caráter terapêutico das comidas. O objetivo deste artigo é analisar a dietética no documento As Regras de Saúde a Jaime II ou Regimen Sanitatis ad Regem Aragonum, e, através desta fonte, buscar-se-ão as relações entre cura, alimento e política, afinal, tratar um rei adoentado era uma preocupação social de todo o reino.

Edição:

v. 2, n. 1. 2018

Data de publicação:

22 de setembro de 2018.

Dossiê: Saúde, Ciência e Cultura e suas expressões na História  

Palavras-chave: 

Idade Média, Coroa de Aragão, Medicina preventiva, Arnaldo de Vilanova.

licence.png

Esta revista está licenciada com uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 International.

  • Facebook

Indexadores, Diretórios e Portais

Latindex
Sumários
Google Academico1.png
diadorim1.png
doaj2.jpg