pena.png

Artigo

Os morgadios como estratégia de perpetuação social e econômica da família Pais Barreto: Cabo (ou Madre de Deus) e Juriçaca. Capitania de Pernambuco, 1580-1837

Ana Lunara da Silva Morais

orcid.png

Resumo: 

A família Pais Barreto, originária da pequena nobreza reinol da região do Minho, Portugal, assentou-se em Pernambuco na segunda metade do século XVI, onde angariou alto status social. Os Pais Barreto destacaram-se pela instituição de dois morgadios, isto é, regulamentação jurídica de um patrimônio, com regras estritas de indivisibilidade e inalienabilidade: Cabo ou Madre de Deus (1580-1837) e Juriçaca (1617-1837). A pesquisa evidencia que a perpetuação dessa família, ao longo do período colonial, ocorreu de modo multifacetado, sendo a vinculação de parte de seus bens uma questão fulcral para a sua perpetuação social e econômica. Este trabalho realizou o cruzamento de diversas fontes de variados fundos, existentes, sobretudo, no Arquivo Nacional da Torre do Tombo (ANTT) e Arquivo Histórico Ultramarino (AHU).

Edição:
v. 5, n. 1. 2021


Data de publicação:
30 de agosto de 2021

Tema Livre

Seção: Artigos

Palavras-chave: 

capitania de Pernambuco, família Pais Barreto, morgadio, propriedade, reprodução social.